quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

TEU GOSTO

Viva a poesia; pois é preciso, mais que navegar!...

TEU GOSTO
Autor: Nilton Bustamante

que fazes tu, menina, diante desta lua,
que de tão doce, de tão suave,
sobe feito delicado balão aos profundos dos céus?

que fazes, menina, diante desta alegria,
de nos encontrar agora,
madrugada,
sentados, ouvindo estes sons que são melodias,
algo do coração?

ah!... contigo, amor, tudo é mesmo floreios
mas que posso fazer se ainda é noite e a lua insiste em ficar mais um pouco,
um pouco mais e nos fazer companhia?

ai!, este silêncio das falas que virão,
dos devaneios que me pega pelas mãos,
mãos que são mais que abraços, que me tira o ar,
me tira o chão.

ai!, este flutuar... esta vontade de amar,
abrir teu cosmo,
esticar braços e pernas feitos rios que se cruzam,
que formam estrada e sol, cachoeiras nuas,
doces respirações,
para tudo virar, quem sabe, canções,
virar sussurros,
segredos que nascem madrugadas
e não se desfazem com o alvorecer.

ai!, esta vontade de abrir teu corpo,
e tudo virar seiva, virar festa, mais vida,
desfalecer,
pensar que tudo é sonho,
signo da vontade,
esta vontade de fechar teus olhos e sentir o gosto,
o gosto que tu tens,
que não digo, não digo, pra ninguém.




_______________________________
Canto de Amor (Carlos Paredes)
https://www.youtube.com/watch?v=Z8cZJ9uR1XU&



...

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

SONHO DE AMAR


SONHO DE AMAR
Autor: Nilton Bustamante

Você se lembra quando o tempo custava passar?
As nuvens brincavam
Mil formas ao alcance das mãos,
Esperando você passar pelos mesmos lugares...

Você se lembra quando o rádio trazia as canções
Que nos fazia suspirar?
Afinal, nossos corações só sabiam mesmo amar...
Os desfiles pelas calçadas
Sem ir pra lugar algum,
Só um jeito dos olhares se encontrarem...

Você se lembra?

Os bilhetes levando segredos, os trejeitos, os receios,
Causando apertos, desejos que esperavam
A noite chegar,
O riso fácil, o acreditar como um sol a tocar a vida,
Que tudo seria ainda mais bonito,
Tudo seria mais leve que o próprio ar,

Lembra, como era fácil voar?
A leveza do ser,
As mãos dadas por aí,
Nenhuma palavra dando lugar
Aos beijos de todos os tipos, sortidos, quentes, frios,
Úmidos, secos, com brilhos da alegria pelo olhar...

Essa mensagem entre almas,
Essa calma, essa certeza, esse querer, tão belo, tão sereno,
Todo horizonte até onde as vistas conseguissem chegar,
Lembra?

Ai, essa mania de se perguntar,
Querer saber se quem amamos sente o que sente o coração da gente,
Talvez seja mania,
Talvez seja falta de algo,
Ou simplesmente querer saber se tudo é mesmo sonho,
Esse sonho, essa vontade de amar...



.


Frank Sinatra - Moon River

http://www.youtube.com/watch?v=vJgGs9WpGt0





..............................................................................

sábado, 15 de fevereiro de 2014

ALGUÉM VIU MEU FILHO POR AÍ?


ALGUÉM VIU MEU FILHO POR AÍ?
Autor: Nilton Bustamante

Alguém viu meu filho por aí?
Ele é criança, corre por todo lado, brinca, faz de conta, anda descalço...

Alguém viu meu menino por aí?
Ele ri de tudo, vive sorrindo pro mundo, apesar dos trovões
Que não são de chuva, são das bombas dos canhões e dos aviões...

Ei você! Ei alguém! Podem me dizer?

Há outros, outros meninos, outras meninas, todos crianças,
Brincam juntos, montam histórias,
Eu vejo a todo instante dúvida nos olhos dessas inocências,
Querendo saber se a guerra é de mentira,
Se é brincadeira ou se mata de verdade...

Esses meninos, essas meninas, estavam vestidos com roupas infantis,
Coloridas camisetas, listadas, rosas, amarelas, vermelhas e azuis,
Vestem calças que ainda não cresceram, são curtas,
Alguém viu esses amores por aí?

Se alguém vir essas pessoinhas, essas meninas, esses meninos,
Por favor, imploro, pegue um a um pelas mãos, traga no colo, o que seja,
Traga meu filho para mim, e também para os outros pais,
Estão desesperados,
Assustados procuram por todos os lados essas luzes que encantam os dias
E as noites chegarem...

Eu peço, eu imploro, você pode parar tudo agora, seja o que for,
Para orar comigo, juntos,
Para essas crianças encontrarem alguém de alma boa, alma amiga,
Que lhes mostre o melhor caminho, e não se assustarem,
Que há todos nós, pais e mães,
Querendo abraçar um a um, nossos filhos,
Nossos amores, para não mais se afastarem, para não mais chorarem,
Que olhamos por todos os montes, por todos os horizontes,
Aguardando-os retornarem?...

Você viu nossos filhos por aí?

...




Mozart / Lacrimosa
http://www.youtube.com/watch?v=k1-TrAvp_xs

.

domingo, 2 de fevereiro de 2014

DANCE, DANCE


DANCE, DANCE
Autor: Nilton Bustamante

Vai, segue o que você quer
mostra os seus olhos lambidos
Passa as mãos nas paredes, 
sente o áspero, sente a leveza das folhas
a madrugada está mesmo à toa

Vai, segue o que você quer, está logo aqui
balança os seus... que estão lindos, inteiros,
ergue seus braços se entrega,
deixa os cabelos cortinas sobre seus olhos
dance, dance
a madrugada é mesmo pra dançar, ser feliz
Muitos morcegos e morceguinhas
virão
batendo suas asas a mil
desviando-se das ondas
das grades
dos sem graça
mostra seus pés, dance, dance pra mim
a madrugada é mesmo pra se amar, ser feliz

Dance, dance...
seu vestido solto, é escândalo
que não consigo deixar de olhar
vai, com esses pensamentos
passa, lambuza todo seu corpo
deixa suar, esse calor é mesmo assim
é para se escorregar
na noite, ser livre
pra fazer o que se desejar, ser menina, ser mulher

Veja quantos sem pijamas
que andam pelas ruas, querendo dançar
ponta dos pés
para não acordar quem não gosta de ver gente feliz

Dance, dance
o meu coração está rindo por dentro, a emoção...
daqui a pouco 
a gente um no outro vai se escorregar...

Dance, dance
pra mim

.



Thiago Pethit - Nightwalker
http://www.youtube.com/watch?v=QyAYrmLYVfg