terça-feira, 16 de janeiro de 2018

OUÇA AGORA O VENTO

Ouça Agora o Vento
autor: Nilton Bustamante

Ah, ouça o que não digo
o que não tive coragem
barco entre ondas que se balança com o amor

Ah, esta cantiga
minha mira para ouvir teus lábios
em doces marés que me trazem saber a direção
a vontade de viver suspirando
vendo mais bonito o que se descortina com o dia
quem sabe logo mais o beijo na noite do meu bem?
ou vendo o sol e a chuva se abraçando feito quem
não consegue mais viver sem ter alguém
a chamar de meu amor
a deixar marcas no tempo

Ah, ouça agora o que sinto
o que não tive coragem
ouça agora o vento

.

.
_______________________________________________
Carminho - Escrevi Teu Nome no Vento ao Museu do Fado
https://www.youtube.com/watch?v=iMUB0FGZ4fs

.

ME DEIXA... EXISTIR


ME DEIXA... EXISTIR
Autor: Nilton Bustamante
Essas vozes, esse relógio marcando passo
cartas, sorte ou azar
esse cigarro sem graça, quem sabe o fogo que se engole a frio
e cantar
e dançar
com seus olhares cheios de curvas e desvios
Você fala e eu não entendo
passa a mão no lado vazio
tantas estrelas mas não quero ser noite
pra você me ver, sentir
prefiro as cartas, sem graça, o fogo que se engole o pavio
e cantar
e dançar
com seus desvios cheios de curvas e olhares vazios
essas vozes, esse bar
marcando passo
não consigo te ouvir, e eu não entendo
passa a mão no lado vazio
leva meu coração que está cheio de canções e madrugadas
morde assopra me deixa... existir
.
.
___________________________________
Nathalie Nahai - Sly girl
https://www.youtube.com/watch?v=qnP0gJa98k8
.
.

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

fotos e ventos


fotos e ventos
autor: nilton bustamante

gosto de fotos, dessas de gostos, cheiros e certa umidade nos olhos
gosto dessas impossibilidades de atravessar olhares
desses ares que se colocam sonhos e vontades
dessas angústias que se evaporam diante do sorriso fácil
descompromissados, leves
dançando com o ar, fazendo movimentos os ventos

gosto dessas covas nas faces
que trazem vida
dessa dor no pescoço vendo o encanto passar na calçada ao lado

tenho, algumas vezes, essa vontade de chorar
mas as lágrimas não caem de dor nem de receios dos abismos
é emoção, puro sentir seguindo, pulando junto os movimentos
do coração
a vontade de viver,
quem sabe feliz, quem sabe por um triz

ah, sim, essa vontade de abraçar, desembaraçar o que está preso, triste pelos cantos
libertação, ar entrando a mil pelos pulmões
como se abrisse as portas do avião e ameaçasse partir, pular pra vida
chegar na próxima parada, recomeçar no próximo verão

tenho sim, esse alguém que chamo de alma,
me acompanha desde sempre, desde antes do véu do esquecimento
mil e um filmes de vidas inteiras juntos, uno,
às vezes inteiros, às vezes quem sabe aos pedaços, mas nunca a sós...

gente após gente, brotando multidão se aproximam e caminham ao lado, lado do lado
pois ninguém quer ficar só
e a fileira torna-se imensa, vidas, vidas, vidas
em sinfonia de um interminável silêncio onde todos se olham se lembram pelos olhos, pelos sonhos
e seguem, e seguimos em frente até o próximo ventre-estação

minha túnica tecida por palavras, meus símbolos, segredos,
meus sinais de fumaça, minhas alegrias para me salvarem,
as palavras, as palavras... são minhas coloridas pipas no ar
que me dão a boba alegria de menino, onde tudo é perdoado e a complexidade de ser ou não ser

ah, dessas impossibilidades de atravessar olhares
desses ares que se colocam sonhos e vontades
dessas angústias que se evaporam diante do sorriso fácil
descompromissados, leves
dançando com o ar, fazendo movimentos os ventos


.

.
.

________________________________
Ludovico Einaudi - Fly

https://www.youtube.com/watch?v=411iOnRcjAU


.


.
.

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

ENCONTRO DE AMOR II

ENCONTRO DE AMOR II
Autor: Nilton Bustamante

Mas, antes que se arranque os pedaços,
antes que se morda o pescoço
onde os dentes alcançarem,
antes que se sugue todos os venenos,
conversaremos deslizando no silêncio
um dentro do outro...

Conhecer o universo
por onde essas estrelas errantes terão que se arriscar
os muitos vazios
que queremos experimentar...

Eu sei, eu sinto,
um suspirar, doce e alongado que vem por sentimento,
quase um desesperado
encontro de livros, discos e camas sem vida alguma
Preciso mesmo desse silêncio, desse entendimento
de quem não se espanta com nada mais
nem com aplausos
nem com as cadeiras vazias

Ficar olhando do alto o barco que se vai vela soprada pelo encanto
pensando às vezes
no longo desencontro quando a poesia apenas folha vazia, rasgada
pelos cantos feito melodia que não se cantou
abraço que não se abraçou
que de tão perto, tão perto, não se sonhou

Mas, antes que se arranque os pedaços,
antes que se morda o pescoço
onde os dentes alcançarem,
antes que se sugue todos os venenos,
conversaremos deslizando no silêncio
um dentro do outro... beijo de amor

_______________________________________
Simply Red - A Song For You (Live In Cuba)
https://www.youtube.com/watch?v=1qag-o1kfQY


 

 

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Paz do Amor

Queridos irmãos,
o tempo não é curto nem longo, apenas há uma aceleração do universo dos átomos e no que lhe é próprio. As células são embarcações que carregam os vestígios de nossas experiências, então, vamos nos libertar do que nos prende em circunstâncias que são apenas reflexos passageiros. O que valerá a felicidade do aproveitamento existencial é nos colocarmos em campos de outros entendimentos e saber das causas primeiras e não se importarmos tanto com os sintomas. Assim, por maiores que sejam as razões tomando maior parte em nossos corações motivando as guerras, é primordial sairmos dessas questões menores e avançarmos na Paz do Amor que será sempre sempre sempre a energia de uma Luz Maior.
N.B.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Desejar o Mal

Desejar o mal a alguém é pesar a própria alma no distúrbio dos sentimentos enfermos,
carentes de amor.

N. B.

Paz e Calma

Amigos, tenhamos paz e calma para lidar com tudo, com todos e, mais, consigo; pois, quando nos mantivermos confiantes na Luz do Amor e seus desdobramentos, uma inquebrantável coragem e esperança tomarão conta de todas nossas ações e pensamentos. O que era tormento, passará a ser entendimento na escola da vida.
N.B.

ÁGUAS TRAZENDO O MAR


ÁGUAS TRAZENDO O MAR
Autor: Nilton Bustamante

Esse costume, esse jeito
de ficar íntimo das nuvens em conversas passageiras
olhando lá pro fundo
águas trazendo o mar para mais perto
sendo tudo que se quer imaginar
acontecer
único instante ser mais que toda a história de todos os tempos

Estou entregue, estou inerte
Sendo levado por invisíveis ondas
direção que não sei dizer
que não sei controlar
apenas indo, apenas seguindo
aonde vai dar

Fumaça anunciando o fogo desmanchando
dias e noites
tudo para terminar logo
esse antigo roteiro de sair cedo para buscar
voltando à escuridão
falando sozinho
recitando sem voz
o voo da folha
o andar de alguém atravessando a rua
sumindo próxima esquina
sem saber mais qual é a história, qual é a estação, qual é a previsão
de quando será que o coração vai acelerar
outras corridas, outras emoções
daquelas que se quer para passar emoção no corpo do pão
lamber o sal
dos lábios que se abrem e se agigantam
nos fazendo acreditar
que não estamos sozinhos nem à toa
de ficar íntimo das nuvens em conversas passageiras
olhando lá pro fundo
águas trazendo o mar para mais perto
sendo tudo que se quer imaginar
acontecer

único instante ser mais que toda a história de todos os tempos

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

NINGUÉM ESTÁ SÓ


NINGUÉM ESTÁ SÓ 
(Nilton Bustamante, por desdobramento de alma)
Ao deixar meu corpo físico, minha alma, em desdobramento, foi levada a um lugar muito organizado, limpo, bem cuidado e dava para notar uma enorme seriedade no "ar".
Logo, um Espírito apresentou-se diante de mim. Era-me muito conhecido, meu melhor amigo, que quando encarnado falara-me sobre a Espiritualidade apresentando-me temas e orientações que me fizeram, aos poucos, perceber o quanto é bendito esses universos de Deus, o quanto é bendita a vida. E da importância do Amor que Jesus tanto divulgou...
O que acontece na dimensão espiritual, não dá, nem de longe, comparar para explicar. Os nossos parâmetros físicos, do mundo dos homens, ainda é muito rústico e limitado. Mas, ainda que com muita dificuldade, posso relatar que abriu-se enorme tela, plasmada, com dimensões que não sei explicar. Parecia conter pequenas estrelas em um enorme manto da noite, mas, não eram estrelas que brilhavam, e sim nomes. Uma imensidade de nomes destacados. E, mentalmente, passou-me o irmão amigo, que, ali, havia grande equipe da Espiritualidade responsável em zelar por todos aqueles que estavam em relevância na tela da solidariedade. Assim, percebi o quanto nossos irmãos mais preparados e benditos na Luz do Amor nos acompanham com a maior dedicação e atenção. Ninguém está só, ninguém está esquecido, ninguém está largado, há uma dimensão que nós, ainda, não conseguimos acompanhar, mas que pouco a pouco estamos a descortinar esses descobrimentos dos campos de Deus.
Luz e Paz!
_________________________________
Albinoni : Adagio
https://www.youtube.com/watch?v=MfkzNNaXFyo
.

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

DEITADA NO SOFÁ


DEITADA NO SOFÁ
autor: Nilton Bustamante
não preciso respirar para me sentir vivo,
mas respirar é bom
consigo pensar que posso algo que não sei bem o quê
talvez a incerteza, certa ingênua pureza abraçada com as abordagens do mundo
não preciso de asas para voar,
já faço isso com os olhos, com o olhar
não preciso disfarçar, fazer de conta, ser importante
por detrás de cortinas de silêncio para deixar algum mistério,
certo cenário para o estrangeiro ver... e acreditar
sei que pulsa algo e que me deixa vivo,
essa busca, esse seguir por caminhos novos e antigos
não ligo ser seguido por palavras amargas ou tristes, irônicos risos escondidos
de quem não quer ou não sabe andar com a bandeira do amor ao alto,
(é tão bonito ver ao alto a bandeira do amor, parece que o céu fica outro em um momento para logo mais ser estrelas vestindo negro manto que fora todo azul)
mas não preciso de céu nem de estrelas nem do mar nem do mundo
para oferecer
melhor olhos nos olhos, os seus e os meus abraçados em ninhos,
em doces momentos que os ponteiros do tempo não levarão
ouvir os sons carregados, trazidos pelos horizontes que abrimos
pelas linhas que vão-se formando pelos caminhos
decifrando enigmas, nossos símbolos desde os pergaminhos
até tudo virar poeira, e pisarmos firmes e suaves em novas manhãs
o amor é mesmo assim
ficarmos olhando quem se ama deitada no sofá, adormecida
e de alguma forma querer ficar sob essa fina e imensa chuva, tudo
tudo tudo que virou poesia...
.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

PAREI


PAREI
autor: Nilton Bustamante

Parei tudo para ouvir esses versos chegarem não sei de onde
Parei o tempo
Parei o meu momento
Parei o que estava fazendo, pois preciso de outros movimentos, outros sentidos

Sei que já se falaram muito sobre o vento, esse invisível companheiro
Das noites frias, dos quentes dos dias
Mas, essa estranha companhia me abraça e me leva sem que eu caia
No traçado dos rios de vinho,
Sem que eu não chore pouco mais
Ouvindo esses chamados, esses recados
Da canção que as portuguesas guitarras sonharam

Parei tudo para ser eu
Um tanto quanto mais possível
Respirar olhos fechados
E leve sorriso Mona Lisa no indizível dos lábios
Pois ao mundo é um sofrer, e em mim é alegria que não consigo mesmo disfarçar





.

.


______________________________________
Variações de Artur Paredes - Carlos Paredes


segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Convites das Alturas para Você (O melhor dos remédios em quatro passos)



Convites das Alturas para Você
(O melhor dos remédios em quatro passos), por Nilton Bustamante
Cinco minutos, apenas cinco minutos a cada nova manhã é o que lhe pedem.
Lembrando, antes de mais nada, a oração é meditação, é comunicação entre seu Eu com o universo mais bendito! Pode ser uma fala, um pensamento, o silêncio de uma salutar energia expandida, mas deixe que o coração fale mais que os lábios... sem esperar nada de ninguém, nem reconhecimento, ou que outros olhos e ouvidos sejam plateia.
Primeiro passo:
A cada novo dia, em primeiro lugar faça uma nova oração especialmente para Deus, em agradecimento por tudo e por todos, pelas oportunidades que a vida já lhe presenteou e que poderá ainda lhe trazer.
Segundo passo:
Em seguida, ore por você! Que seu dia seja de paz, amor, e aprendizado. Que seu coração esteja preparado para abrir-se ao novo, deixar o “homem velho” e ser mais útil ao mundo. Ser alguém que possa ser oásis aos sedentos de boa companhia, de palavra amiga e de nova esperança.
Terceiro passo:
Na sequência, ore em favor de uma pessoa que lhe seja muito próxima, querida; nessa ciranda, mentalmente coloque todos em fila, e dia após dia ore por aquela que chegou a vez. Deseja-lhe felicidade, paz, harmonia, saúde mental, espiritual e física... e não esqueça, depois, coloca-la no final da fila.
Quarto passo:
E por fim, ore por quem foi-lhe de difícil aceitação, difícil convivência, e que causou em seu interior transtornos e desequilíbrio. Deseja-lhe felicidade, paz, harmonia, saúde mental, espiritual e física... e reconciliação! E não esqueça, depois, coloca-la no final da fila, para vir à luz de uma nova manhã.
“A oração é luz em expressão”!
Parabéns, você fez o seu exercício matinal de felicidade, auxiliou em sua própria cura mental, espiritual e física ao promover a felicidade de seus irmãos!
O Amor é o sol da vida!
...
.

terça-feira, 3 de outubro de 2017

ASSISTINDO PENSAMENTOS


ASSISTINDO PENSAMENTOS
autor: Nilton Bustamante
Hoje fiquei assim... assistindo pensamentos,
fez um bem danado essa ansiedade, 
essa vaidade de querer ser notado por você
Hoje fiquei assim pensando,
parecia que ouvia o tempo todo música de amor,
a vontade de grudar no seu pescoço, fazer fantasia,
te chamar de namorada, se encontrar no portão.
É que meu coração se acostumou a se apaixonar,
não consegue viver sem
esse frisson, essas nuvens sob os pés,
abrir os vidros da janela do carro para ouvir,
sim, é mesmo assim, meu amor,
"tem canção que pede ar, pede pra abrir os vidros do carro para gente ouvir melhor".
É tão bom amar,
se divertir com coisas tão assim...
que some na alma para depois emergir, virar fogos de artifícios,
fazer festa, fazer fumaça, sumir...
sem pensar se vai dar certo ou não.
Fechar os olhos e saber que você está sempre perto,
dentro, por todo lado sorrindo brincando
que o amor é para sempre,
deixar livre o tempo, deixar fluir...
hoje fiquei assistindo pensamentos,
hoje fiquei assim... pensando em você
.
.
.
_________________________________
FOR ONCE IN MY LIFE (GLADYS KNIGHT & PIPS)
https://www.youtube.com/watch?v=C6CT-1iAxbM
.

OUTLANDER


OUTLANDER
autor: Nilton Bustamante
tempos tempos tempos por detrás das brumas,
outras histórias, outras vidas vividas,
outros sons,
outros sentidos, o que se desejar saber e sentir
tempos por detrás dos brilhos das estrelas,
pensamentos que ecoam
até se encontrarem com o que se vai agora
nesses sentimentos, esses acordares da alma
despertando o mesmo brilho do olhar
a incontrolável vontade de dançar em volta das árvores novas e das velhas senhoras,
rodar pelos totens, navegar mesma direção das sábias águas,
percorrer quadrantes em formação, contemplação,
passar pelos três portais da solução:
Sabedoria, Força e a Beleza
em união, colunas de universal sustentação,
que há muito por se fazer, por se aclamar três vezes
hoje meu coração está em festa
em volta da fogueira
a antiga escuridão assistindo a dança das chamas que encontraram cada qual a sua luz,
o seu par


.



.
______________________________________
Outlander Title Theme Song (Skye Boat Song)
https://www.youtube.com/watch?v=ledHVF1ZtDI
and
.
>
.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

CANÇÕES & MANGÁS


CANÇÕES & MANGÁS
autor: Nilton Bustamante
Ouvir canções de desenho japonês
Têm um quê de faz de conta, certa leveza no ar, 
Sensação de anteontem, algo que passou e que deveria ficar
Nos semblantes dos jovens que tornaram-se diferentes,
Começaram acreditar que algo existia dentro de si,
Algo de descomunal, força,
Possibilidade das energias e dos elementos,
Ser um pouco mais, mais que o comum dos dias.
Ouvir canções de desenho japonês
É sentir essa infância, essa juventude
Trocando entre todos suas façanhas na nave chamada... imaginação.

_________________________________________
Cruel Angel's Thesis OP Neon Genesis Evangelion
https://www.youtube.com/watch?v=UkwYaMdtCsI

.

terça-feira, 26 de setembro de 2017

PLENITUDE DA ENTREGA


PLENITUDE DA ENTREGA 
autor: Nilton Bustamante
A plenitude da entrega, é coisa nova ainda para nós.
Precisamos escrever mais histórias de amor, 
Olhar de bem perto, bem bem perto, encostar as respirações,
Assistir todos os filmes da alma,
Tudo que se guardou, tudo que se esqueceu em canto qualquer.
Somos sempre estrangeiros, "étrangers"!
O que sabemos um de outro?
O que sabemos de nós mesmos?
O tempo, o tempo nos faz voar pelos cenários de todas épocas,
Nos revemos e nos reconhecemos pelo que vai no olhar;
Pois a distância já nos mostra que não consegue seu ar,
O pensamento abre todos os caminhos
E o mergulho vai ao ponto de nos encontrar como se estivéssemos falando sobre nós, tomando chá.
Como se estivéssemos nos prometendo o que iríamos esquecer;
Mas, que nossos corações iriam nos lembrar.
Hoje rocei seus cabelos, uma certa cócega, um resvalar
Me trouxe saudades, vontade de algo mais...
Olhar de bem perto, bem bem perto, encostar as respirações,
Assistir todos os filmes da alma,
Tudo que se guardou, tudo que se esqueceu em canto qualquer.
A plenitude da entrega, é coisa nova ainda para nós.
Precisamos escrever mais histórias de amor

_____________________________
The Verve - Appalachian Springs
https://www.youtube.com/watch?v=nHSZkghsMPM
.



}
...... 

Segunda versão





PLENITUDE DA ENTREGA
autor: Nilton Bustamante
Somos sempre estrangeiros, "étrangers"!
O que sabemos um de outro?
O que sabemos de nós mesmos?

O tempo, o tempo nos faz voar pelos cenários de todas épocas,
Nos revemos e nos reconhecemos pelo que vai no olhar;
Pois a distância já nos mostra
O pensamento abre todos os caminhos
E o mergulho vai ao ponto de nos encontrar como se estivéssemos falando sobre nós, tomando chá.

Como se estivéssemos nos prometendo o que iríamos esquecer;
Mas, que nossos corações iriam nos lembrar.
Olhar de bem perto, bem bem perto, encostar as respirações,
Assistir todos os filmes da alma,
Tudo que se guardou, tudo que se esqueceu em canto qualquer.

A plenitude da entrega, é coisa nova ainda para nós.
Precisamos escrever com nossos corações mais histórias de amor

É que hoje rocei seus cabelos, uma certa cócega, um resvalar
Me trouxe saudades, vontade de algo mais...




________________________________________
Simply Red - A Song For You (Live In Cuba)
https://www.youtube.com/watch?v=1qag-o1kfQY




.
.