quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

PELOS CANTOS DOS CÉUS
  Autor: Nilton Bustamante

Uma voz ecoa pelos cantos dos céus!

Uma voz se solta das alturas e rompe todas as barreiras, todos os impedimentos, todos os tempos grudados nos espaços que ficam para trás... Uma voz, única voz, entra fundo, em cheio no íntimo de cada um de nós que segue seus dias, suas noites em sentidas marchas, obedecendo as próprias ordens, por vezes jogando as bússolas e reservas fora, sem saber o que vai dar.

Grita o silêncio que é preciso chegar primeiro, ser antes, tocar original antes que a ameaça faça o estrago que chega lenta, ameaçadora provocação; uma voz arranca algo de dentro de cada um, que é preciso, necessário, prioritário contatar com todos os cuidados e gentilezas, colocando entre fronteiras dos encontros as gentilezas pra deixar o tudo mais seguro, preparado, antes que venham o que deixou de ser puro, o que contagia e pode sem piedade ainda cegar.

Uma voz que entoa o silêncio, em outros decibéis, que chama, conclama, que é preciso o delicado toque, primeira fronteira, avançando o profundo da alma, para que os caminhos dos olhos sejam livres, sem barricadas, sem armadilhas, sem nada que impeça, somente a contínua luz do íntimo sol do amor...

Uma voz ecoa pelos cantos dos nossos céus, nos chamam, nos convocam para o encontro, encontro da universal aventura, formando mundos novos a cada pulsar de coração, a cada possibilidade de transitar o lado incólume da alma de cada um de nós, que ouve a mesma voz, o mesmo chamado para os olhos livres se aproximarem na mesma direção...

 

 

...

Um comentário:

  1. Muy bueno! Feliz 2013, amigo Nilton y que sigas compartiendo tu talento. Un abrazo

    ResponderExcluir